Flamengo domina São Paulo e vence no Maracanã

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Flamengo contou com a “estrela” do técnico Paulo Sousa para vencer o São Paulo por 3 a 1 neste domingo (17) no Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico português fez substituições certeiras no segundo tempo.

No primeiro tempo, o Flamengo abriu o placar com Gabigol e o clube tricolor paulista, numa das poucas chegadas em toda a partida, empatou com Calleri. Na etapa final, o jogo estava enroscado até Paulo Sousa colocar Isla e Marinho. Minutos depois, Isla fez o segundo e Marinho deu a assistência para Arrascaeta marcar o terceiro.

Com os três pontos depois de atuação dominante no Maracanã, o Flamengo vai a quatro pontos na tabela do Brasileiro e ultrapassa o São Paulo, que soma três. Na primeira rodada, o time rubro-negro empatou com o Atlético-GO por 1 a 1 e o clube tricolor goleou o Athletico por 4 a 0.

O Flamengo voltará a campo para enfrentar o Palmeiras na quarta-feira (20), novamente no Maracanã, em jogo antecipado da quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do São Paulo será diante do Juventude, também na quarta e fora de casa, pela Copa do Brasil.

O time rubro-negro tomou a iniciativa da partida e criou as principais ações. O São Paulo teve dificuldade até para passar do meio-campo em alguns momentos.

O técnico Rogério Ceni gosta de um São Paulo protagonista e com a bola seja onde for. No Maracanã, porém, o time tricolor teve muita dificuldade e criou pouco. Foi dominado.

De uma só vez aos 18 minutos do segundo tempo, o técnico Paulo Sousa colocou Isla e Marinho nos lugares de Rodinei e Lázaro, respectivamente. Aos 23, Isla desempatou. No minuto 26, Arrascaeta ampliou depois de chute cruzado de Marinho. Isla não fazia um gol em 2020 e vinha sendo preterido por Rodinei, Matheuzinho e até o zagueiro Léo Pereira como lateral.

Em alta com Paulo Sousa, Lázaro deu sua sexta assistência em 2022 e igualou Arrascaeta como maior garçom do Flamengo no ano.

O técnico Rogério Ceni ficou muito irritado com Pablo Maia no primeiro tempo. Ele chegou a falar: “Uma tudo bem, duas é demais. Pode acordar já” para o volante, de acordo com a reportagem da Globo.
O elenco inteiro do Flamengo foi ao encontro de Rogério Ceni, técnico do São Paulo e antigo comandante do Rubro-Negro. Ceni recebeu vários abraços antes da bola rolar no Maracanã

FLAMENGO
Hugo, Rodinei (Isla), Willian Arão, David Luiz e Filipe Luís; João Gomes, Thiago Maia, Everton Ribeiro (Matheus França) e Arrascaeta; Lázaro (Marinho) e Gabigol. T.: Paulo Sousa

SÃO PAULO
Jandrei, Rafinha (Igor Vinicius), Diego Costa, Léo e Welington (Reinaldo); Pablo Maia (Gabriel Sara), Nestor, Igor Gomes e Alisson (André Anderson); Eder (Nikão) e Calleri. T.: Rogério Ceni

Estádio: Maracanã, em Rio de Janeiro
Público: 54686
Renda: R$ 2.204.064,00
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (RJ)
Cartões amarelos: João Gomes e Gabigol (FLA); Rafinha, Diego Costa, Pablo Maia, André Anderson e Léo (SAO)
Gols: Gabigol (FLA), aos 24′, e Calleri (SAO), aos 40’/1ºT; Isla (FLA), aos 23′, e Arrascaeta (FLA), aos 26’/2ºT