Chef que casou com ex após troca de noivos está desaparecido

O chefe de cozinha Hugo Barbosa desapareceu no Rio de Janeiro e a família não tem notícias desde o último dia 6 de abril, mas o desaparecimento só foi registrado na última segunda, 11, na 16ª Delegacia de Polícia.

O chef ficou conhecido em setembro de 2021 por aceitar se casar com o ex-namorado Eder Meneghine 24 horas antes da cerimônia – que aconteceria com outro noivo.

Segundo o boletim de ocorrência que Eder enviou ao Estadão, Hugo teria falado para alguns amigos que iria para Londres e vizinhos teriam visto ele sair com malas grandes. O arquiteto ainda estranhou o fato do companheiro ir para Inglaterra sem cartão e sem dinheiro, pois quem banca todas as contas de Hugo é ele.

Além disso, o chefe de cozinha teria deixado a porta do apartamento aberta e o cachorro amarrado no pé da mesa. Ele explica que, por mais que estejam juntos, moram em casas separadas. “Saiu levando uma mala, deixou o ventilador ligado, a porta da casa aberta e o cachorro amarrado no pé da mesa. Quem vai pra Londres e larga tudo assim? Eu não sei o que aconteceu”, contou ao Estadão.

Eder se mostra extremamente angustiado e triste em não ter notícias do Hugo, pois a polícia não o atualiza sobre o andamento do caso. Ele também explica que Hugo tem uma doença autoimune e isso acaba limitando-o para algumas coisas. “Às vezes tem dificuldade até para andar e do nada ele desaparece do mapa”, disse.

“O que será que aconteceu? Será que ele caiu em um golpe? O que fizeram com ele? A polícia precisa ir atrás de determinadas figuras, determinadas pessoas. A polícia precisa saber se houve embarque dele, se ele deu entrada na imigração. Ninguém dá importância nenhuma.”

Nas redes sociais, Meneghine publicou uma foto ao lado de Hugo e escreveu: “Onde ele está? Hugo, nós amamos você”. Ele também conta que a polícia não entra em contato com ele e que só na última quinta, 14, informaram que ele deveria buscar pela Delegacia de Proteção a Pessoa. “A obrigação não é minha, em procurar a delegacia de perdidos, mas sim da 16ª em passar essas informações pra eles”, contou.