Teatros da Broadway vão parar de exigir comprovante de vacina a partir de maio

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A maioria dos teatros da Broadway, em Nova York, vai deixar de exigir dos clientes o comprovante de vacinação contra a Covid-19. A decisão, anunciada pela associação Broadway League, começa a valer a partir do dia 1º de maio.

Os donos de 41 teatros também decidiram que os frequentadores dos espaços terão que continuar usando máscara até pelo menos o dia 31 de maio. As mudanças vêm na esteira do afrouxamento das regras sanitárias nos Estados Unidos, conforme os casos de coronavírus têm diminuído no país, apesar de um aumento recente em Nova York.

Segundo o New York Times, a Broadway League inicialmente tinha decidido exigir o comprovante da vacina e as máscaras até o verão do hemisfério norte, que acontece no meio do ano. Mas, desde então, os donos dos teatros vêm mudando esse entendimento periodicamente.

Até sexta, as empresas que comandam os teatros vinham tomando decisões alinhadas, mas agora elas estão divididas em relação à máscara e ao comprovante de vacina. Por isso, uma parte dos teatros vai aderir à decisão e outra parte não, enquanto alguns estabelecimentos ainda estão formulando como vão lidar com a pandemia.